Há vários anos a ABNT vem sistematicamente propondo o cancelamento de muitas de suas antigas normas sem substituição simultânea por outra mais atualizada, sob o simplório argumento de que “Está norma não é mais utilizada pelo setor”.

Agora a ABNT tenta repetir esse absurdo, dando prazo até 8/01/2019 para que os que sejam contrários ao cancelamento da norma ABNT NBR 7678:1983 – Segurança na execução de obras e serviços de construção enviem seu voto.

O tema segurança na construção civil é muito importante, a ponto de o SINDUSCON/MG e o SINDUSCON/SP terem publicados guias. Além disso, como se sabe, o uso desta norma é de uso compulsório, tendo em vista o disposto no inciso VIII do art. 39 do Código de Defesa do Consumidor.

Se o texto da norma está desatualizado, ela na verdade precisa de revisão, e seu cancelamento só deveria ocorrer simultaneamente com a entrada em vigor de novo texto em substituição, com tramitação normal dentro da ABNT.

Assim sendo, e salvo melhor juízo, é possível concluir que esse pedido de cancelamento dessa norma, sem substituição, só interessa a eventuais maus construtores que visam interesses espúrios.

Apelo: vote contra essa proposta de cancelamento da norma ABNT NBR 7678, sem substituição.

Se você concorda com os argumentos acima apresentados, vote nessa consulta, indicando que você é contra o cancelamento dessa importante norma, sem substituição simultânea por outra, devidamente atualizada.

O sistema de votação é simples e rápido, conforme citado a seguir.

Acesse pela interrnet o link https://www.abntonline.com.br/consultanacional/ e, na página inicial, procure pelas normas da construção civil.

Clicando nessa linha você terá acesso às normas em consulta nacional do “ABNT/CB 002 Construção Civil” que atualmente só tem duas normas em consulta.

Clique na linha correspondente à norma NBR7678 e você terá acesso diretamente à página de voto, e siga as instruções. Se eventualmente ainda não estiver inscrito, nessa mesma página faça rapidamente seu cadastro e obtenha instantaneamente sua senha para votar de acordo com sua consciência.

Artigo anteriorDez fatores que influenciam o desempenho dos projetos
Próximo artigoJovens empreendedores
Engenheiro civil, formado em 1962 pela Escola Politécnica da Universidade de São Paulo, com curso de pós-graduação “lato sensu” em Engenharia de Avaliações e Pericias pela Unisanta. Atuou como projetista, incorporador e executor de prédios residenciais e industriais na cidade de São Paulo durante 30 anos. É professor e palestrante sobre Perícias em Edificações e Avaliações de Imóveis Urbanos em vários congressos, cursos de pós-graduação “lato sensu” e palestras ministradas nas cidades de Araçatuba, Aracaju, Belém, Brasília, Chapecó, Cuiabá, Curitiba, Florianópolis, Foz do Iguaçu, João Pessoa, Goiânia, Londrina, Maceió, Manaus, Maringá, Natal, Presidente Prudente, Porto Alegre, Recife, Ribeirão Preto, Rio de Janeiro, Salvador, São José do Rio Preto, Teresina, Vila Velha, e Vitória, com destaque para vários cursos de pós-graduação “lato sensu” e para entidades como FAAP, IBAPE/SP, IDD, IPOG, IPT, MACKENZIE, MOURA LACERDA, SENAC e UNISANTA. É comoderador do grupo de discussão “periciasevaliacoes”, sediado no YAHOO e autor do livro PROBLEMAS CONSTRUTIVOS – I – Aspectos Técnico-Legais da Construção Civil, atualmente na 11ª. edição

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here