Archiexpo

[fusion_builder_container hundred_percent=”no” equal_height_columns=”no” menu_anchor=”” hide_on_mobile=”small-visibility,medium-visibility,large-visibility” class=”” id=”” background_color=”” background_image=”” background_position=”center center” background_repeat=”no-repeat” fade=”no” background_parallax=”none” parallax_speed=”0.3″ video_mp4=”” video_webm=”” video_ogv=”” video_url=”” video_aspect_ratio=”16:9″ video_loop=”yes” video_mute=”yes” overlay_color=”” overlay_opacity=”0.5″ video_preview_image=”” border_size=”” border_color=”” border_style=”solid” padding_top=”” padding_bottom=”” padding_left=”” padding_right=””][fusion_builder_row][fusion_builder_column type=”1_1″ layout=”1_1″ background_position=”left top” background_color=”” border_size=”” border_color=”” border_style=”solid” border_position=”all” spacing=”yes” background_image=”” background_repeat=”no-repeat” padding=”” margin_top=”0px” margin_bottom=”0px” class=”” id=”” animation_type=”” animation_speed=”0.3″ animation_direction=”left” hide_on_mobile=”small-visibility,medium-visibility,large-visibility” center_content=”no” last=”no” min_height=”” hover_type=”none” link=””][fusion_text]

Se o planejamento inadequado do sistema de fôrmas de alumínio pode interferir negativamente na execução de qualquer obra, tomar a decisão correta sobre como fazer a contratação correta desse sistema se tornou questão de sobrevivência para a saúde financeira de qualquer empreendimento.

Principalmente se o objetivo é reduzir custos, melhorar o desempenho das construções, ou então, evitar dificuldades de transporte no canteiro, desaprumo da edificação, mau acabamento do concreto e a baixa produtividade da mão de obra.

Por isso, de olho no assunto, o Blog da ConstruLiga separou algumas dicas de como realizar a melhor contratação de fôrmas de alumínio para sua construção. Confira!

Archiexpo

 

Planejando a encomenda

As fôrmas de alumínio normalmente podem ser adquiridas ou alugadas. Na aquisição, os cuidados são os mesmos das fôrmas de madeira. No caso de locação, o prazo influi diretamente na economia que estas podem proporcionar, exemplo: o valor do aluguel mensal de uma fôrma utilizada 2 vezes no mês é o mesmo de uma utilizada 4 vezes.

Por outro lado, a decisão entre comprar ou locar fôrmas metálicas, ou de alumínio, para concretagem de lajes e pavimentos também está relacionada ao planejamento estratégico da construtora. Afinal, trata-se de equipamento caro, mas com alta durabilidade. Logo, o mercado de locação desenvolveu-se para atender às mais diversas características estruturais.

 

Aluguel x Aquisição

É possível encomendar peças a partir de projetos personalizados ou encontrar chapas no mercado feitas de alumínio com marco metálico e fundo em madeira, com medidas-padrão a partir de 1,50 m de altura a 1,90 m de largura e peso inicial de 40 kg.

Embora possa ser utilizado em diversas estruturas e tipos de construção, o sistema é bastante utilizado para edificações industriais e tratamento de esgoto, sendo que a compra pode ser viável quando a empresa tem interesse de construir pavimentos-tipo ou paredes de concreto de muitas edificações com o mesmo projeto executivo, como habitações populares.

No entanto, se a decisão for pela compra, a empresa precisa prever custos de manutenção e estocagem das peças e prover capacitação dos profissionais de canteiro. Já se a escolha fora pela locação vale destacar três variáveis que devem sustentar a escolha da construtora: transporte em canteiro; pouco reuso das peças; e suporte oferecido pelo fornecedor em termos de serviços agregados.

 

Fornecedor

Caso a decisão seja por alugar o sistema, é fundamental atentar-se para a escolha do fornecedor. Recomenda-se que antes de fechar com a locadora, a primeira indicação é que o construtor tenha uma visão sistêmica da contratação que será feita. A hipótese de escolher pelo menor custo deve ser ponderada, sob pena de comprometer o desempenho estrutural da edificação. Como destacam os especialistas, mais de 50% dos colapsos estruturais que ocorrem durante o processo construtivo são consequências de erros na montagem e execução das fôrmas.

Portanto, é imprescindível que a escolha da locadora leve em conta a disponibilidade de equipamentos e de profissionais habilitados para orientar e treinar a mão de obra no canteiro.

 

Contratos transparentes

Uma vez que as fôrmas são alugadas, salvo exceções, e podem não chegar ao canteiro em perfeito estado, é imprescindível incluir cláusulas de indenização total e parcial no contrato, além de verificar e anotar no canhoto de recebimento qual a condição das peças recebidas. A depender da aplicação, o cliente tem o direito de exigir fôrmas em melhores condições.

Em situações onde haja a omissão de um desses itens, o valor locado poderá ser menor que o faturado, gerando desgaste entre locador e locatário no momento da conferência da fatura.

 

Logística             

É de responsabilidade única e exclusiva das construtoras garantirem a mobilidade no canteiro, fiscalizar a equipe executora e os prazos de entrega. Assim, com exceção das peças de alumínio, é preciso prever gruas e guindastes para a locomoção entre os pavimentos. Por isso, é recomendável prever antecipadamente o local correto de recebimento e como as fôrmas serão movidas na obra para evitar danos nas fôrmas e perdas de peças.

É prudente também contar e conferir o material peça a peça, tanto na retirada quanto na devolução, mediante a fiscalização das duas partes para evitar divergências no critério de depreciação e cobranças indevidas.

 

Custos x Prazo de utilização

O custo dos sistemas metálicos em função do prazo de utilização ainda é o maior complicador para a sua escolha. Mais duráveis que materiais concorrentes, fôrmas metálicas suportam entre 40 e 60 reutilizações, enquanto a madeira, se bem conservada, atinge 25 ciclos de concretagem. Logo, a conta ideal para viabilizar os sistemas metálicos – especialmente escoramentos – deve representar um equilíbrio entre prazo e custo ou extrapolar um desses fatores.

Outro fator a ser considerado é lançar mão de cimbramento metálico em andares atípicos e nas periferias das edificações. Nesses casos, um projeto bem elaborado e um cronograma acertado permitem locar, concretar, desenformar e devolver os equipamentos em poucos dias. A conta correta envolve desembolso, produtividade, qualidade do acabamento, estabilidade dimensional, versatilidade e eventuais incrementos na produtividade que permitam reduzir mão de obra.

De qualquer maneira o sistema de fôrmas de alumínio ainda não está totalmente difundido no mercado nacional, mas segundo o portal Construção Mercado é possível encontrar distribuidoras que atendem todas as regiões do País, com concentração no Estado de São Paulo. Dentre os benefícios no ato da compra, está a garantia de um ano para o conserto e reposição das peças com defeito e, em algumas vezes, o oferecimento de cursos e treinamentos para a capacitação dos montadores.

No caso de aluguel de fôrmas de alumínio, os orçamentos são concebidos tendo como base o preço unitário das peças por pavimento ou metro cúbico do trecho. Além disso, a empresa contratada precisa saber por quanto tempo o equipamento especificado permanecerá na obra.

image2

 

Checklist

 

  • No recebimento do material, confira as informações pré-estabelecidas no ato da compra, como a quantidade das peças e a geometria especificada. Também verifique se as fôrmas apresentam baixa aderência ao concreto e resistência mecânica à ruptura e a deformações.
  • Se houver algum problema com o material no período de garantia, recorra ao fornecedor para a manutenção das fôrmas.
  • O monitoramento da equipe de montadores é fundamental no processo de execução das paredes de concreto.

Adeque-se aos cuidados básicos de limpeza do material após o seu uso.

[/fusion_text][fusion_content_boxes layout=”icon-on-side” columns=”1″ title_size=”” title_color=”” body_color=”” backgroundcolor=”” iconcolor=”#ff0000″ icon_circle=”” icon_circle_radius=”” circlecolor=”#ffffff” circlebordersize=”” circlebordercolor=”#f44336″ outercirclebordersize=”” outercirclebordercolor=”” icon_size=”” icon_hover_type=”pulsate” hover_accent_color=”” link_type=”” link_area=”” link_target=”” icon_align=”left” animation_type=”” animation_delay=”” animation_offset=”” animation_direction=”left” animation_speed=”0.3″ margin_top=”” margin_bottom=”” hide_on_mobile=”small-visibility,medium-visibility,large-visibility” class=”” id=””][fusion_content_box title=”Gostou?!” backgroundcolor=”rgba(239,239,239,0)” icon=”fa-heart” iconflip=”” iconrotate=”” iconspin=”no” iconcolor=”” circlecolor=”” circlebordersize=”” circlebordercolor=”” outercirclebordersize=”” outercirclebordercolor=”” image=”” image_width=”35″ image_height=”35″ link=”” linktext=”Read More” link_target=”” animation_type=”” animation_direction=”left” animation_speed=”0.3″ animation_offset=””]

Então compartilhe esse conteúdo e acesse o Blog da ConstruLiga para ficar por dentro dos melhores artigos sobre a Construção Civil.

[/fusion_content_box][/fusion_content_boxes][/fusion_builder_column][/fusion_builder_row][/fusion_builder_container]

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here