Venho trabalhando mais intensamente com Lean Construction desde 2009 e, aqui no Brasil, já realizei cerca de 80 Projetos de implementação, tanto em Obras quanto Corporativos, envolvendo também os temas Sistema de Produção e Modelo de Excelência Operacional Corporativa. E depois desses diversos projetos, reuniões e muitas discussões com Empresários donos de Construtoras, CEO’s, Diretores, Gerentes, Multiplicadores, Colaboradores e até mesmo Fornecedores em geral, alguns pontos me saltaram aos olhos nos últimos anos. São lições aprendidas que eu gostaria de compartilhar aqui com vocês.  São elas:

  1. O comprometimento e o envolvimento/participação PESSOAL, desde o início, da alta administração da empresa, com presença nas obras e nos projetos é, com certeza, um fator de sucesso para a implementação;
  2. Iniciar a implementação através do Corporativo, estruturando e padronizando o Ciclo Construtivo da empresa e as Fases dos Projetos, fornece maior credibilidade e velocidade à implementação. A abordagem de se iniciar com um Projeto Piloto na Produção também é muito válida e correta, porém, o início com a Direção faz com que muitos temas já cheguem redondos nas obras e o período de CREDIBILIDADE e ACEITABILIDADE pelos colaboradores e terceiros é bem menor;
  3. Toda empresa deve possuir tanto um Modelo de Excelência Operacional Corporativo padronizado e muito bem estruturado, bem como um Sistema de Gestão com foco na Produção & Logistica. Estes são 2 pilares essenciais para o sucesso do Lean Construction a longo prazo na Empresa e nas Obras.
  4. O Sistema de Produção deve ser desenvolvido e implementado EM PARALELO, a partir do Planejamento Estratégico da Empresa e do Modelo de Excelência Operacional Corporativo, para fornecer aos processos as ferramentas necessárias para sua padronização e estabilização.
  5. Um Time de Multiplicadores, desde o início, é essencial para a transferência de Know How da Consultoria/Mentoria, aumento da velocidade nas implementações e replicação interna das metodologias e ferramentas.
  6. Um Programa de Formação também é primordial para a qualificação de todos os gestores e multiplicadores, envolvidos em todas as fases do projeto. Ele deve ser replicado posteriormente, com linguagens e ferramentas adequadas, para todos os níveis da Empresa e Obras.
  7. A nova figura do Gestor de Interfaces, que é aquele que cuida dos riscos, interferências e restrições do Projeto, bem como da interface com os Gestores e Stakeholders, tem sido um grande diferencial dos Projetos de Lean Construction do IOpEx. Ele é a chave para uma Gestão por Processos focada nos Entregáveis Futuros de maneira proativa e não apenas nos problemas do dia a dia, de maneira atrasada e reativa.
  8. Trabalhar com o Mapa de Gestão de Processos e Interfaces ao invés de Cronogramas gigantescos tem sido uma ferramenta fundamental para os resultados diferenciados tanto da metodologia “Pull Planning” quanto “Programação do Takt”. Afinal de contas Planejamento Puxado é totalmente diferente de Cronogramacão.
  9. A implementação do conceito de Takt (ritmo de produção), atrelada ao Ciclo GPPC (Gestão por Processos, Pull Planning – Planejamento Puxado, Programação do Takt e Controle da Rotina) tem sido o maior diferencial para a redução dos desperdícios e custos, redução dos prazos e aumento da produtividade dos colaboradores.
  10. Quer ter sucesso no longo prazo, de maneira padronizada e corporativa, foque na implementação de todos os Ciclos do Lean Construction de maneira Corporativa. Fazer projetos isolados fornecem resultados pequenos e isolados.

A figura abaixo mostra algumas das Metodologias de Lean Construction e Excelência Operacional que fazer parte dos Ciclos de Implementação para um Modelo Padrão de Obras.

Então é isso! Espero que tenham gostado de mais este Artigo. Caso você tenha alguma dúvida, sugestão ou comentário entre em contato conosco no email abaixo. Será um enorme prazer conhece-lo e, quem sabe, podermos compartilhar conhecimentos. 

    

Um forte abraço,

Jevandro Barros

Diretor – Grupo IM & IOpEx

Mentoria, Consultoria & Treinamentos

www.iopexbrasil.org

jbarros@iopexbrasil.org

Artigo anteriorPaulo Grandiski – Engenharia Legal: Novo argumento para a obrigatoriedade do uso das Normas Técnicas
Próximo artigoLean Construction e os Desafios da Qualificação
Diretor Geral e proprietário do IOpEx Brasil – Mentoria, Consultoria e Treinamentos Engenheiro Mecânico - Universidade Federal de São João del Rey - MG Mestre em Lean Construction - Karlsruhe Institute of Technology da Alemanha MBA – Gestão e Sist. de Produção Ind. Automotiva - Universidade Federal do Rio de Janeiro Especialista em Operational Excellence - Institut fuer Innovation und Management GmbH- Alemanha Lean Construction Expert - The Associated General Contractors of America – USA Membro e Parceiro - Lean Construction Institute - USA Instrutor do Lean Expert Program - Lean Coaching - Alemanha Autor do livro – Lean Construction e Excelência Operacional – Sistema de Produção para Construção Projetos Lean e Excelência Operacional realizados em mais de 32 países envolvendo Américas, Europa e Asia Expertise em Novos Negócios, Construção Enxuta, Planejamento Estratégico, Gestão Empresarial, Serviços e Varejo

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here